SINDIFES FASUBRA Central Única dos Trabalhadores

CUT/MG organiza comunicação da Campanha em Defesa dos Serviços e Servidores Públicos

01/09/2017
Impressão amigávelImprimir Gerar PDFPDF


O Coletivo de Comunicação da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), formado por secretários e assessores dos sindicatos CUTistas, se reuniu na tarde desta sexta-feira (1°) para debater e construir a divulgação e a cobertura da agenda de ações da Campanha em Defesa dos Serviços e dos Servidores Públicos e contra a Privatização. A campanha foi lançada na última segunda-feira (28) e tem várias atividades no mês de setembro para combater a entrega do patrimônio do povo brasileiro e o desmanche das empresas públicas que vêm sendo feitos pelo governo golpista e ilegítimo. O Coletivo pretende dar mais visibilidade ao combate à privatização e contribuir para conquista do apoio da população à luta de servidoras, servidores públicos, dos movimentos sindical, social e populares em defesa da soberania nacional e do patrimônio do povo brasileiro.

Nova reunião está agendada para a próxima segunda-feira, 4 de setembro, às 11 horas na sede da CUT/MG, quando serão apresentadas e aprovadas as peças e as mídias que serão utilizadas nesta primeira fase da campanha. Todos os sindicatos CUTistas estão convidados a participar do encontro.

A agenda começa na própria segunda-feira, 4 de setembro, com a participação dos  dirigentes do Sindicato dos Bancários, da Fetrafi-MG/CUT, e do Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino (Sindifes), das 11 horas às 12 horas, no programa “Roda de Conversa”, na Rádio Favela. Às 13h30, será realizado o Seminário sobre a Classe Trabalhadora em Processo de Negociação no Segundo Semestre e a Reforma Trabalhista. O debate, na sede da CUT/MG,  terá palestra de Frederico Melo, técnico da Subseção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) da Central.

Às 18h30, com a participação de representantes das entidades sindicais, dos movimentos sociais e lideranças políticas e da Frente Mineira em Defesa da Cemig, será realizado uma reunião ampliada sobre a luta contra o leilão das usinas e a privatização da companhia

No dia 7 de setembro, a luta contra a terceirização será levada para o 23° Grito dos Excluídos, que começa às 9 horas, na Praça da Rodoviária. Os metroviários aprovaram greve por tempo indeterminado a partir da 0 hora do dia 11 de setembro e contarão com apoio dos movimentos sociais, sindical e populares. No dia 12, será realizado um ato em defesa das instituições federais de ensino (universidades, Institutos Federais e Cefet), às 15h30, quando também acontecerá uma audiência pública na Assembleia Legislativa.

No dia 14, todos estarão no Dia Nacional de Luta, que fará parte do Dia Estadual de Mobilização em Defesa dos Serviços Públicos e contra as Privatizações, com concentração às 17 horas na Praça Afonso Arinos. Eletricitários, movimentos sociais, sindical e populares se unirão, no dia 15, em ato contra o leilão das usinas, na Usina de Jaguara. E, no dia 20, será deflagrada a greve das trabalhadoras e dos trabalhadores dos Correios, com apoio de outras categorias, principalmente as que estão em campanha salarial neste segundo semestre.

Escrito por: Rogério Hilário


Sistema Jurídico






  

Sindicato dos Trabalhadores nas Instituições Federais de Ensino Universidade Federal de Minas Gerais CEFET-MG Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Instituto Federal de Minas Gerais
Desenvolvimento: DataForge | Najla Mouchrek      | 2014 | Sindifes | Todos os direitos reservados