Portaria da Av. Antônio Carlos, do Campus Pampulha, é fechada e ato Contra a Reforma da Previdência, nesta terça, 5

O portão principal do campus Pampulha da UFMG amanheceu fechado nesta terça-feira, dia 5 de dezembro, em função das manifestações contra a reforma da previdência realizada pelos Técnico-Administrativos em Educação da base do SINDIFES. A atividade também contou com estudantes e teve como um dos objetivos alertar a sociedade e comunidade sobre os impactos da reforma da previdência e a necessidade de manter o financiamento e caráter público das universidades e institutos federais.

Durante todo a manhã a Categoria panfletou para estudantes e trabalhadores que passaram, a pé, pelo local. Próximo ao meio-dia, os portões foram abertos e o fluxo de carro voltou ao normal. Em todo o pais, TAE fizeram atos contra a reforma e em defesa da educação, atendendo ao chamado da FASUBRA que, após fechar o ministério do planejamento, na semana passada, conseguiu abrir um canal de interlocução.

Informes

Cristina del Papa explicou que quem tiver problemas com a chefia, devido ao ponto durante a greve, deve procurar o Sindicato, pois a entidade irá negociar a situação ao final da greve.

Na segunda-feira, dia 4, a direção do Sindicato realizou uma reunião com o Reitor da UFMG, o professor Jaime Arturo. Foi solicitado a inclusão da resolução de capacitação (proposta pela Categoria) na pauta do Conselho Universitário, o reitor disse que o documento entrará na pauta da última reunião do Conselho, no dia 19 de dezembro. Sobre o rodízio de final de ano, foi confirmado que acontecerá na semana do Natal e na do Ano Novo e o pessoal do HC-UFMG também estará contemplado.

Também foi tratado a insalubridade, pois vários servidores estão perdendo o adicional. Foi proposto que uma comissão mista, com participação do SINDIFES e APUBH, discuta os parâmetros dos pareceres e laudos de insalubridade. A criação da Comissão Interna de Saúde do Trabalhador e a Criação de Resolução de Conflitos também foram tratadas, principalmente esta última, já que tem ocorrido bastantes problemas entre trabalhadores.

CUT-MG convoca ato na praça Afonso Arinos

A Direção da CUT-MG, na tarde desta sexta-feira, dia 1º de dezembro, soltou um nota orientando a sua base para que mantenham todas as atividades programadas para o dia 5 de dezembro como forma de aumentar a pressão sobre os deputados e informar a sociedade sobre os impactos da reforma da previdência. A Central convocou sua base para o Ato às 17h na Praça Afonso Arinos, no centro da capital.

Movimentos Sindicais marcam presença na Praça Sete

TAE em Greve também participaram das atividades convocadas por diversas entidades sindicais para a manhã desta terça-feira, na Praça Sete, no centro de BH. A base do SINDIFES participou junto com o Sindicato dos Bancários e demais entidades da base da CUT-MG. No local foi montado uma tenda para dar informações sobre a reforma da previdência e distribuídos panfletos para a população.