CEFET-MG aprova Estado de Greve e mobilização contra reestruturação sem diálogo dos setores

Os Técnico-Administrativos em Educação do CEFET-MG deliberaram o Estado de Greve e aprovaram a proposta do Eixo de Luta e a Campanha “Fora Bolsonaro e Mourão!”, em Assembleia, nesta quarta-feira, dia 12 de fevereiro no Campus I, em Belo Horizonte. O Estado de Greve é uma preparação para o movimento grevista. Neste período são intensificadas as ações sindicais com o objetivo de informar e mobilizar a Categoria para a luta.

A Categoria também aprovou uma mobilização e ato contra a reestruturação dos setores do CEFET-MG que está sendo feita sem consultar a comunidade, principalmente os TAE, que irão sofrer com as mudanças.

TAE não irão aceitar reestruturação sem diálogo

Para abrir negociações sobre a reestruturação do CEFET-MG a Categoria aprovou a criação de uma comissão que irá elaborar um documento esclarecendo sobre os problemas destas alterações e da necessidade de dialogar com os TAE. O documento será encaminhado para o e-mail dos conselheiros e entregue no ato no dia 18, terça-feira.

Assembleia e ato no dia 18 de fevereiro

A entrega do documento será feita no dia 18 de fevereiro. A Categoria aprovou uma Assembleia às 13h no saguão do prédio administrativos do Campus I, em Belo Horizonte e recepção dos representantes dos três segmentos no Conselho Diretor e vigília a partir das 14h no do 3º andar do mesmo prédio. Durante a recepção a Categoria irá conversar com todos os representantes e entregar o documento com os posicionamentos dos TAE em relação a reestruturação.

Rodas de conversas sobre PEC e Reforma Administrativa

Também foi aprovado que serão realizadas rodas de conversas sobre a reforma administrativa, proposta pelo governo Bolsonaro, e as PEC que tramitam e atacam os servidores públicos com congelamento de salários, rebaixamentos das carreiras e etc.

Confira abaixo o Eixo de Luta:

– Contra as PECs de destruição dos serviços públicos e seus servidores;
– Contra a política de privatização das IPES, representada, por exemplo, pelo projeto Future-se;

– Em defesa da democracia nas IPES: reitor eleito é reitor empossado;

– Em defesa da democracia; – Fora Weintraub!

– Contra a reforma sindical que busca destruir a organização das trabalhadoras e trabalhadores;

– Contra a reforma administrativa que busca destruir os serviços públicos;

– Contra as PECs paralelas da reforma da previdência;

– Por reposição salarial já!

– Pela revogação de legislações, decretos, instruções normativas e portarias que ataquem as trabalhadoras e trabalhadores, como por exemplo, a IN 02;

– Contra a privatização dos Serviços Públicos (Correios, Serpro, Eletrobrás, Petrobrás, BB, Caixa, CODESA, CODESP, INPE, DATAPREV, Embrapa, IBGE, lençóis e aquíferos, outros);

Categoria aprova campanha Fora Bolsonaro e Mourão

A Campanha ‘Fora Bolsonaro e Mourão!’ é uma forma de denunciar os ataques do governo aos trabalhadores e trabalhadoras e aos serviços públicos. A aprovação irá permitir que a Federação realize ações com grande impacto, apresentando os desmandos e o desmonte na Educação. Assim como carregamos as bandeiras Fora Collor, Fora FHC e Fora Temer, agora chega a vez de aumentar o grito de Fora Bolsonaro e Mourão.


Disponível em <https://sindifes.org.br/informacoes-sobre-como-participar-da-assembleia-estatutaria-sindical-inscricao-e-votacao/> Acesso: 30/09/2020 às 16:21