Nota de repúdio ao interventor da UFVJM e sua tentativa de intimidar os movimentos democráticos 

O SINDIFES repudia a tentativa do interventor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), que perdeu as eleições, mas foi empossado pelo governo federal, de intimidar e tentar calar o movimento de luta e defesa da democracia na universidade com práticas fascista e ditatorial.

O SINDIFES está acompanhando o processo aberto pela interventor contra técnico-administrativos, professores e alunos. Não nos espanta tal atitude vinda de uma gestão que obteve apenas 6% dos votos da comunidade universitária e articulou para tomar o controle da instituição.

Com um alto índice de rejeição e protestos sistemáticos contra as atitudes antidemocráticas e fascistas respondeu com autoritarismo e ignorância, já que acusa pessoas que nem sequer participaram do movimento.

A Direção do SINDIFES se coloca a disposição para ajudar na defesa da Categoria e se solidariza com todos aqueles que foram acusados. Não aceitaremos ser calados.

Juntos somos mais fortes!

SINDIFES
Gestão 2018-2020


Disponível em <https://sindifes.org.br/assembleia-dos-tae-do-campus-mucuri-da-ufvjm-ira-deliberar-sobre-participacao-da-greve-geral-no-dia-18-de-marco/> Acesso: 29/03/2020 às 22:39