TAE da UFMG suspendem a Greve e retornam às atividades na segunda, 27

TAE da UFMG suspendem a Greve e retornam às atividades na segunda, 27 3

Os Técnico-Administrativos em Educação da UFMG, em Assembleia nesta sexta-feira, dia 24 de junho na escadaria da reitoria, aprovaram a suspensão da greve e retorno na próxima segunda, dia 27 de junho. A decisão foi tomada após a avaliação de que o movimento paredista foi importante para dar visibilidade aos cortes na Educação, principalmente da UFMG, denunciar a política de desmonte das instituições federais de ensino e o descaso com os servidores públicos, que estão há cinco anos sem reajuste. Porém, devido a falta de iniciativa das demais entidades da base da FASUBRA e do movimento sindical dos docentes, que não aderiram ao movimento, a Greve não evoluiu para forçar uma negociação salarial com o governo federal.

O coordenador geral do SINDIFES, Rogério Fidélis, deu os informes do ato que fechou a reitoria na quinta, dia 23. Para ele, a Categoria atendeu ao chamado e o ato foi bem sucedido, forçando uma reunião com a reitoria no mesmo dia. “Eu gostaria de exaltar e parabenizar os servidores que participaram do ato, agradecendo em nome do comando de greve e da direção.” 

Na reunião, ficou acordado que a partir da celebração do Termo de Acordo não haverá corte de ponto. “O Termo de Acordo só poderá ser celebrado a partir do término da greve. Uma comissão de negociação entre a reitoria, diretores de unidades e o SINDIFES negociará os termos” explicou Rogério. Cristina del Papa, coordenadora licenciada do SINDIFES, que esteve presente na reunião com a reitora, como base, esclareceu sobre a reposição das horas não trabalhadas durante a greve e como será o processo de negociação.

Greve foi marcada por atos e assembleias constantes

Em Greve desde o dia 1º de Junho, os Técnico-Administrativos em Educação da UFMG realizaram diversas atividades. Foram 16 assembleias, um ato em Brasília, dois atos unificados com a comunidade universitária (um no centro de Belo Horizonte e outro no gramado da reitoria) e cinco Assembleias com atos em unidades da UFMG. A mobilização possibilitou a denúncia dos cortes orçamentários e funcionamento precário da universidade e as condições de trabalho dos TAE.

Relação das Assembleias de Greve no período de 01 a 24 de junho


Disponível em <https://sindifes.org.br/sindifes-convoca-tae-de-bh-para-participaram-da-v-conferencia-municipal-de-promocao-a-igualdade-racial/> Acesso: 02/12/2022 às 09:02