Assembleia é marcada por eleição da delegação para o 14º CECUT-MG e informes das eleições no CEFET-MG, UFVJM E IFMG

Os Técnico-Administrativos em Educação da base do SINDIFES, em Assembleia Sindical Geral realizada de forma online nesta quinta-feira, 15, aprovaram a participação de seis delegados para o 14° CECUT – Congresso Estadual da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais.

O 14° Congresso Estadual será nos dias 18, 19 e 20 de agosto deste ano no SESC Venda Nova, em Belo Horizonte, etapa preparatória para o 14º CONCUT (Congresso Nacional da CUT). O congresso reunirá delegados e delegadas representantes dos Sindicatos filiados à Central e terá como objetivo discutir e definir os rumos da entidade no próximo período, além de eleger a nova Direção Executiva e a Direção Estadual.

Com o tema “Democracia, Trabalho e Luta, Reconstruir o Brasil e Resistir em Minas Gerais”, o CECUT/MG abordará questões de relevância para os trabalhadores, trabalhadoras e Sindicatos, com foco nas transformações no mundo do trabalho, organização sindical e na resistência aos ataques do governo estadual aos trabalhadores, trabalhadoras e ao meio ambiente. Serão realizados balanços das ações e conquistas da CUT/MG, bem como debates sobre estratégias e planos de lutas para os desafios futuros.

Homenagem ao ex-coordenador do SINDIFES, Márcio Flávio

Nesta semana, Márcio Flávio dos Reis, ex-coordenador do SINDIFES e da FASUBRA, e presidente da ASSUFEMG, faleceu após um acidente em sua casa. Sua contribuição e dedicação ao movimento sindical, sua luta por uma educação de qualidade, inclusiva e socialmente referenciada, além da defesa incondiconal da UFMG foram lembradas e reconhecidas pela Categoria. Clique aqui para acessar a nota de pesar do SINDIFES.

Homenagem ao companheiro “Seu” Sílvio

Também foi recordado o companheiro Antônio Sílvio de Oliveira, que faleceu no final de maio devido a complicações na recuperação de uma cirurgia para a remoção de um coágulo no cérebro. Seu Sílvio foi um companheiro de luta e sua contribuição ao movimento sindical e da UFMG foi extremamente relevante. Clique aqui para ler a nota de pesar do SINDIFES.

XXIV CONFASUBRA – A Direção Nacional da FASUBRA terá três Coordenadoras Gerais e com paridade de gênero

No último domingo, 21 de maio, ocorreram as eleições da Direção Nacional e do novo Conselho Fiscal da FASUBRA para o triênio 2023/2026. Essas eleições ganharam destaque não apenas pela importância do XXIV Confasubra em meio à conjuntura política brasileira, mas também por definir um marco histórico na Federação: a eleição de três mulheres para a Coordenação Geral. A primeira Coordenação Geral foi ocupada por Cristina del Papa, Coordenadora Geral do SINDIFES, e as outras duas Coordenações Gerais foram ocupadas por Ivanilda Reis, do SINTUR/RJ, e Loiva Chansis, da ASSUFSM.

Rosângela Costa Soares, aposentada, será a titular da Coordenação da Mulher Trabalhadora e Helena Nara, servidora do CEFET-MG, estará na suplência da Coordenação de Educação.

Pela primeira vez a Direção Nacional da FASUBRA implementou a paridade de gênero que foi aprovada no XXIII CONFASUBRA. Dos 27 cargos, 13 foram ocupados por mulheres, sendo 3 Coordenadoras Gerais, 2 Coordenadoras de Administração e Finanças, 1 Coordenadora de Comunicação Sindical, 1 Coordenadora de Aposentados, 1 Coordenadora de Raça e Etnia, 2 Coordenadoras de Mulher Trabalhadora, 1 Coordenadora de Estaduais e Municipais, 1 Coordenadora de Saúde e Hospitais Universitários, 1 Coordenadora LGBTQIAP+ e 14 suplentes. 

No CONFASUBRA foram aprovadas: a Resolução sobre a Carreira, divulgada no ID-02 de Junho, que reabrirá as discussões para o aprimoramento do PCCTAE; a abertura de discussão de filiação da FASUBRA a uma Central Sindical, sendo esta uma discussão primordial, pois hoje a Federação está isolada no contexto político nacional por não ter uma Central para representá-la e abrir portas no governo federal; propostas para integrar o plano de lutas que está sendo sistematizado; e por fim a realização de Plenária Estatutária para discussão e aprovação das propostas do plano de lutas que não foram discutidas no Congresso.

Eleição para Reitor da UFVJM

O Conselho Universitário da UFVJM reuniu-se, na quinta-feira, dia 15 de junho, para realizar a eleição dos candidatos a Reitor, que participaram da Consulta à Comunidade, e que integrarão a lista tríplice. Luiz Ricardo de Souza, Coordenador de Organização Sindical do SINDIFES, explicou que Janir Alves entrou com um recurso no Conselho Universitário alegando cerceamento de direitos como candidato na eleição. Tanto a Procuradoria-Geral da União quanto a Comissão Eleitoral não identificaram indícios de cerceamento do candidato e o recurso foi indeferido.

Luiz informou também que a chapa formada pelo professor Heron Laiber Bonadiman e pela professora Flaviana Tavares Vieira venceu a eleição com 54,41% dos votos válidos. É importante ressaltar que os Técnico-Administrativos em Educação da UFVJM, em Assembleia realizada no dia 9 de maio, deliberaram seu apoio à chapa vencedora. O apoio dos TAE foi fundamental para que a chapa vencesse o processo eleitoral.  Informou também que os novos Reitor e Vice Reitora estão abertos ao diálogo com a Categoria e com o SINDIFES. 

Eleição para Reitor do IFMG

Reinaldo Trindade deu informe que no dia 14 de junho, o IFMG realizou eleições para a escolha de Reitor, Vice Reitor e Diretores de Campi. A chapa encabeçada pelo Professor Rafael Bastos obteve a vitória no pleito para a reitoria, com 36% dos votos. O Professor Carlos Bernardes Rosa Junior recebeu 24% dos votos, seguido pela Professora Solange Rodrigues, com 18%, e o Professor Flávio Vasconcelos Godinho, com 2,7%. Informou também que a posse do Prof. Rafael Bastos como Reitor do IFMG será em setembro deste ano.

Informou ainda que diferente do ocorrido na UFVJM, a Categoria do IFMG optou deixar os TAE livres para apoiarem o candidato que quisessem na eleição. Essa decisão foi tomada durante a Assembleia realizada no dia 6 de junho, demonstrando a diversidade e maturidade da comunidade.

Reinaldo lembrou que, diferente das universidades, os institutos federais têm paridade nas eleições para Reitor e Diretores de Campus. A paridade é fundamental para consolidar a democracia, permitindo uma horizontalidade no processo de escolha. Ainda que a Categoria tenha ficado livre para definir o voto, o posicionamento dos TAE no processo, foi decisivo para a vitória da chapa do professor Rafael Bastos..

Eleição para Diretor-Geral no CEFET-MG

Gislene de Fátima informou que os TAE do CEFET-MG elaboraram um calendário de discussão sobre o processo eleitoral na instituição. Neste processo, também atualizaram a pauta de reivindicações que foi entregue às candidatas à direção geral.

Seguindo a proposta do calendário, foi promovido, no dia 13 de junho, um debate entre as duas chapas que concorrem à Direção-Geral do CEFET-MG. O debate foi realizado de forma híbrida e contou com a presença dos participantes no auditório do Campus I, em Belo Horizonte, além de transmissão pelo canal do SINDIFES no Youtube. Essa iniciativa proporcionou aos TAE da Instituição a oportunidade de discutir questões específicas da Categoria com as chapas. 

Gislene informou também que a eleição ocorrerá no dia 29 de junho de forma presencial através de urnas eletrônicas disponibilizadas pelo TSE. No caso do CEFET-MG, a eleição ocorre de forma direta, sem a utilização de lista tríplice, e o Conselho Diretor apenas aprova o resultado, que posteriormente é encaminhado para nomeação pelo Ministro da Educação. A vencedora do pleito tomará posse em outubro deste ano, promovendo um marco importante na história da instituição.

Segundo Gislene, será a primeira vez, em 120 anos de história, que o CEFET-MG terá uma mulher assumindo o mais alto cargo da instituição, já que ambas as chapas são encabeçadas por mulheres. A Chapa 1 é formada pela professora Kécia Aline Marques Ferreira e Gilmer Jacinto Peres, e a Chapa 2 é composta por Carla Simone Chamon e Conrado de Souza Rodrigues.

Atualização Cadastral

Cristina del Papa, coordenadora geral do SINDIFES, lembrou a todos da obrigatoriedade de realização da atualização cadastral convocada pelo governo federal. Solicitou que as pessoas não deixem de fazer e nem deixem para última hora.

 

 

 

 

 

 

 


Disponível em <https://sindifes.org.br/sindifes-convoca-tae-do-hc-ufmg-para-assembleia-sindical-geral-nesta-quarta-dia-27-de-setembro/> Acesso: 01/03/2024 às 13:42