FONASEFE ENTREGA CONTRAPROPOSTA DE RECOMPOSIÇÃO SALARIAL AO GOVERNO FEDERAL

Na tarde desta quarta-feira (31), foi protocolada no Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) a contraproposta de recomposição salarial construída pelo FONASEFE ─ e aprovada pelas bases do SINDIFES por ampla maioria na última Assembleia Sindical Geral.

O documento, intitulado “Resposta da Bancada Sindical à contraproposta do Governo sobre a campanha salarial 2024 e Revogaço”, busca a equiparação dos valores dos benefícios (alimentação, creche e per capita de saúde) com os demais servidores do Legislativo e do Judiciário ainda este ano e uma recomposição salarial que considere as perdas históricas a partir de julho de 2010.

Feita a partir de um estudo técnico realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), a contraproposta apresenta dois blocos de recomposição salarial:

  • Bloco I, reajuste de 34,32% dividido em 3 parcelas iguais de 10,34% em 2024, 2025 e 2026 para servidores federais que em 2015 firmaram acordos por dois anos (2016 e 2017);
  • E Bloco II, reajuste de 22,71% dividido em 3 parcelas iguais de 7,06% em 2024, 2025 e 2026, para os servidores que em 2015 fecharam acordos salariais por quatro anos (2016 a 2019).

Quanto à pauta não remuneratória, o FONASEFE solicita a revogação imediata de algumas medidas, como a IN 02/2018 e a IN 54/2021, e a retirada da PEC da reforma administrativa (PEC 32/2020). Além disso, a contraproposta ratifica o pedido de maior celeridade às Mesas Específicas e Setoriais de Negociação.

Agora, a FASUBRA Sindical e as demais entidades que compõem o FONASEFE esperam que o MGI agende a próxima reunião da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP) ainda em fevereiro.

Clique aqui para acessar o documento


Disponível em <https://sindifes.org.br/assembleia-dos-tae-do-hc-ufmg-desta-terca-12-delibera-continuidade-da-greve-por-tempo-indeterminado/> Acesso: 01/03/2024 às 14:53