SINDIFES convoca os TAE do HC-UFMG para a Assembleia Sindical Geral nesta sexta, 1º de outubro

O SINDIFES convoca os Técnico-Administrativos em Educação do HC-UFMG para a Assembleia Sindical Geral, nesta sexta, dia 1º de Outubro, em duas sessões, uma às 12h30 e outra às 18h30, na sala 8 do CAD, 1º andar, para discutir e deliberar a deflagração de greve sanitária por falta de condições de trabalho.

A direção do SINDIFES avaliou que o processo de negociação se esgotou sem um encaminhamento que garantisse condições de trabalho para a Categoria. Foram várias reuniões, durante o mês de setembro, argumentando a importância do trabalho da enfermagem no HC, principalmente por ser o maior quantitativo de trabalhadores e que fazem a assistência na beira do leito. Os principais pontos de conflito são: 

  1. a proibição da manutenção da escala mista, ou seja, plantões de 12h e 6h, que são realizados historicamente por vários profissionais, como médicos, fisioterapeutas, entre outros; 
  2. a proibição da troca de plantões de 12 horas para os flexibilizados. 

Sem avançar nas negociações, estamos convocando a Categoria a discutir a deflagração de uma greve sanitária.

A greve sanitária se fundamenta a partir de condições inadequadas de trabalho, principalmente, por estarmos no meio de uma pandemia. É o movimento pelo qual os trabalhadores buscam segurança para o desempenho de suas atividades (conforme as normas estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde) sem que isso represente riscos graves e iminentes à sua própria saúde, de familiares ou terceiros.

Além os riscos impostos pela pandemia e pelas especificidades de trabalharem em um hospital, as constantes perdas de direito, de espaço, de pertencimento, a desvalorização, as condições inadequadas de trabalho e as frequentes mudanças de rotinas tem abalado psicologicamente e fisicamente os trabalhadores, gerando adoecimento, ansiedade e depressão, o que por consequência aumentam o absenteísmo.

O HC, a PRORH e a CGU, mais uma vez, agem arbitrariamente, suprimindo as jornadas mistas sem pensar nos impactos que esta decisão trará para as vidas profissional e familiar dos trabalhadores RJU. Infelizmente, não compreenderam a necessidade de que os trabalhadores pudessem se adequar às mudanças.

Outros pontos relacionados às condições de trabalho  poderão ser incluídos na pauta da Assembleia.

Orientamos aos trabalhadores que no dia 1º de outubro mantenham as escalas com as jornadas executadas anteriormente.

PARTICIPEM. JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

 


Disponível em <https://sindifes.org.br/sindifes-criara-grupo-de-trabalho-para-fiscalizar-medidas-de-seguranca-para-retorno-do-trabalho-presencial-no-cefet-mg/> Acesso: 22/10/2021 às 20:06