Sandra Goulart e Alessandro Fernandez encabeçam a lista tríplice para reitorado de 2022 a 2026

A professora Sandra Regina Goulart de Almeida e o professor Alessandro Fernandez Moreira encabeçam a lista tríplice para reitora e vice-reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A decisão foi votada, na última terça-feira, dia 23 de novembro, pelo Colégio Eleitoral para o quadriênio 2022/2026. A decisão segue a Consulta à Comunidade Universitária, que também elegeu Sandra e Alessandro.

O Colégio Eleitoral é formado pelos integrantes do Conselho Universitário e do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). Também estarão na lista tríplice para reitora, as professoras Claudia Andréa Mayorga Borges, da FAFICH, e Benigna Maria de Oliveira, da Faculdade de Medicina. Para vice-reitor, juntam-se a lista o professor Maurício Freire Garcia, da Escola de Música, e Maria Márcia Magela Machado, do IGC.

A lista para o principal cargo de gestão da Universidade será encaminhada ao Ministério da Educação nos próximos dias. Cabe ao presidente da República escolher, com base na lista tríplice, a pessoa que vai dirigir a UFMG no período 2022-2026. A lista de vice-reitor, por sua vez, será entregue pelo Colégio Eleitoral à reitora nomeada, para que, com base nela, ela referende a escolha do vice-reitor.

Sandra agradeceu a participação da Comunidade Universitária e de todo o colégio eleitoral e enfatizou a importância da UFMG se permanecer unida e exercendo “com excelência seu papel na sociedade”. Alessandro lembrou a importância de todos no processo de construção de uma universidade de relevância social e disse que a força da gestão vem dos apoiadores e da comunidade.

A coordenadora geral do SINDIFES, Cristina del Papa, reforçou a importância histórica do momento e da decisão da comunidade de reeleger Sandra. “Sandra e o professor Alessandro demonstraram habilidade política e administrativa para conduzir a UFMG durante esse governo fascista e negacionista que despreza a educação e a ciência, cortou recursos e tentou diminuir a importância das universidades”.

Cristina reafirmou o compromisso da Categoria em manter o diálogo e participar ativamente da construção coletiva de políticas para a universidade, principalmente as de recursos humanos.

Com informações da UFMG

Discurso da coordenadora geral do SINDIFES após a decisão do Colégio Eleitoral

Prezados membros do Colégio Eleitoral da UFMG

A reeleição da professora Sandra Goulart e do professor Alessandro Fernandes é um marco histórico nesta universidade, pois é a primeira vez que tal situação ocorre, o que significa a quebra de uma tradição na UFMG. Tradição, sim, porque do ponto de vista da legalidade e da institucionalidade nunca houve nenhum impedimento neste sentido.

Quis o destino que uma mulher estivesse à frente desta mudança – uma mulher guerreira, encabeçando a resistência neste momento complexo que o nosso país atravessa, com um governo machista, sexista e misógino, dentre outras qualificações que beiram à distopia.

A consulta que referendou a eleição para os novos dirigentes da UFMG demonstrou a maturidade da comunidade universitária na construção da unidade em prol dos ideais democráticos da instituição na defesa da democracia, de uma educação pública, gratuita, de qualidade, inclusiva e socialmente referenciada.

A professora Sandra e o professor Alessandro demonstraram habilidade política e administrativa para conduzir a UFMG no decorrer deste difícil período, decorrente de um governo autoritário que flerta com o fascismo, que nega e despreza a educação e a ciência, que cortou recursos essenciais para a continuidade das ações da instituição e tentou diminuir a importância das universidades, especialmente as públicas.

É numa perspectiva de avanço e respeito aos ideias democráticos tão caros à UFMG que defendemos os nomes da professora Sandra e do professor Alessandro como nossa Reitora e Vice-Reitor e a sua posse conforme a vontade legitima e soberana da comunidade universitária desta instituição.

A Categoria dos Técnico-Administrativos em Educação parabeniza Sandra e Alessandro por terem aceitado o desafio de conduzir a universidade por mais quatro anos. Desejamos sucesso nesta nova gestão e renovamos o compromisso de manter o diálogo e a disposição na construção coletiva de políticas para a UFMG e para a nossa Categoria.

E viva a universidade pública, este grande patrimônio do povo brasileiro!


Disponível em <https://sindifes.org.br/categoria-apoiara-a-profa-sandra-goulart-e-o-prof-alessandro-fernandes-nas-eleicoes-para-reitoria-da-ufmg/> Acesso: 30/11/2021 às 02:19