BASTA DE BOLSONARO! Ato Público nesta terça, dia 5, às 17h na Praça Afonso Arinos em BH

A Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), a Frente Brasil Popular, movimentos sindical, sociais, estudantis e populares vão se unir em Ato Público Basta de Bolsonaro – Por Justiça para Marielle Franco, Educação, Saúde, Emprego, Defesa da Soberania Nacional, do Patrimônio do Povo Brasileiro, das Empresas Públicas e da Petrobras.  Os coordenadores chamam a toda população para a participar da manifestação desta terça-feira, 5 de novembro, que começará às 17 horas, na Praça Afonso Arinos, em frente à Faculdade de Direito da Universidade Federal (UFMG), na Região Central de Belo Horizonte.

O Ato Público é um protesto contra os desmandos do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro, que numa reação à suspeita e às evidências de envolvimento nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ameaça à democracia brasileira e à liberdade de imprensa, ao mesmo tempo que admite a obstrução a Justiça. Além disso, a manifestação é contra os ataques à educação tanto do governo federal quanto do governo de Romeu Zema, em Minas Gerais, à saúde, ao meio-ambiente, contra a pauta neoliberal, que aumenta o desemprego e a precarização do mercado de trabalho – há vista o aumento do percentual de trabalhadoras e trabalhadores informais, sem direitos trabalhistas -, e que, com a reforma da Previdência, acaba com a aposentadoria.

A data do protesto é significativa por ser a véspera do megaleilão de quatro áreas do pré-sal na Bacia de Santos, consideradas excedente de cessão onerosa, que é uma das etapas da privatização da Petrobras e de todas as empresas públicas do país. Ou seja, da entrega do patrimônio do povo brasileiro e da soberania nacional ao setor privado, principalmente às empresas estrangeiras.

Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
udemy course download free

Disponível em <https://sindifes.org.br/plano-economico-de-bolsonaro-ameaca-sobrevivencia-da-educacao-e-do-novo-fundeb/> Acesso: 21/11/2019 às 00:31