Informes das reuniões com o SINDSEP e VDTE-UFMG em relação à luta dos TAE do HC

Informes das reuniões, realizadas no dia 18 de outro, com o SINSEP e VDTE-UFMG sobre as questões relacionadas à luta dos Técnico-Administrativos em Educação do Hospital das Clínicas da UFMG.

1) Reunião com representantes do SINDSEP:

– colocamos para eles que os últimos acontecimentos afetariam os dois vínculos e é necessário trabalharmos juntos, principalmente em defesa das 30h;
– propusemos apresentar uma nota conjunta, do SINDIFES e do SINDSEP, em defesa das 30h, do HC e contra a mudança das escalas para novembro.

2) Reunião do SINDSEP com a Diretoria do HC – o SINDIFES foi convidado já que um dos itens de pauta era o corte do APH, escalas, banco de horas.

Informes:

– a profa. Andréa informou sobre Relatório da CGU e o Ofício da PRORH; assim como informou que, infelizmente, o Hospital terá que fechar mais leitos, independente de jornada de 30 ou 40 horas.
– o SINDIFES informou sobre os encaminhamentos aprovados na Assembleia. Deixamos claro que que não aceitaremos retrocesso na nossa jornada de 30h e que a empresa EBSERH é responsável pelo déficit de pessoal. Em momento algum dissemos que a responsabilidade é dos trabalhadores, e sim, da empresa que não está cumprindo o contrato assinado com a UFMG;
– SINDSEP: colocou que não aceita a retirada de direitos, principalmente em relação à jornada de 30h, que é uma luta nacional da enfermagem e dos servidores públicos;
– colocaram que não aceitam mudanças nas escalas de novembro, pois as mesmas não podem prejudicar os trabalhadores;
– colocaram também que não aceitam mais nenhuma perda em relação ao acordo coletivo.
Após uma longa discussão aprovamos os seguintes encaminhamentos:
a) faremos uma nota conjunta em defesa das 30h, do HC e pela manutenção da mesma escala de outubro para novembro;
b) formalizaremos a solicitação de comissão conjunta com representação do SINDIFES, do SINDSEP, da Diretoria do HC e da VDTE/DivE para discutir escalas;
c) tanto o SINDIFES quanto o SINDSEP se posicionaram contra mudanças nas escalas para novembro, se isso acontecer faremos uma paralisação conjunta;

d) Reunião com VDTE/DivE: os assuntos discutidos foram:

– conflito no PA no plantão do dia 13.10;
– escalas de 30h;
– quantitativo de pacientes que os Técnicos e Enfermeiros devem assumir;
– Enfermeiros devem ou não assumir a Assistência por causa dos déficits nas escalas;

Encaminhamentos:

1) será verificado as causas que provocaram o conflito no PA;
2) quantitativo: adequar a relação paciente / profissionais para não sobrecarregar os trabalhadores, provocar a perda de qualidade do atendimento e prejudicar a saúde do paciente;
3) está nas atribuições do Enfermeiro prestar Assistência;
4) em relação as escalas o SINDIFES solicitará a Diretoria do HC que seja criada uma comissão conjunta com representação da Diretoria, da VDTE/DivE, do SINDIFES e do SINDSEP;
5) a VDTE/DivE providenciará a partir da semana que vem monitoramento diário de profissionais /pacientes na Assistência para subsidiar a real necessidade de remanejamento;
6) Foi solicitado ao SINDIFES que reavalie a orientação de recusa ao remanejamento, uma vez que esse só se fará posterior a avaliação monitoramento e das escalas planejadas e executadas. Priorizando a resolução no próprio setor.

 


Disponível em <https://sindifes.org.br/sindifes-comunica-sobre-o-possivel-retorno-ao-trabalho-presencial-dos-tae-com-comorbidades-que-foram-beneficiados-por-liminar/> Acesso: 30/11/2021 às 03:40