SINDIFES ganha ação coletiva garantido trabalho remoto dos TAE do HC-UFMG afastados por comorbidades

O SINDIFES informa aos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação, filiados ao Sindicato, e lotados no Hospital das Clínicas da UFMG, e que foram afastados devido a comorbidades, poderão continuar suas atividades em trabalho remoto conforme decisão da Justiça Federal.

A Assessoria Jurídica do SINDIFES recorreu da decisão anterior que havia negado a liminar, que garantiria a continuidade das atividades remotas para este grupo. No recurso ajuizado, a Assessoria comprovou que uma trabalhadora, anteriormente afastada por comorbidades, testou positivo para COVID-19, após voltar às atividades presenciais no HC. Segundo o desembargador Jamil Rosa de Jesus Oliveira, este caso comprova “que as medidas de segurança adotadas e expostas pela UFMG, para o retorno dos integrantes de grupos de risco para o trabalho presencial no Hospital das Clínicas, não são suficientes para evitar a contaminação“.

Com esta decisão, os trabalhadores filiados ao SINDIFES, têm garantido o direito de permanecerem em trabalho remoto até o fim da pandemia.

Os trabalhadores não filiados podem se filiar para serem beneficiados pela decisão. Este direito só é garantido em ações de Sindicatos. 

Se você não é filiado, filie-se imediatamente.

Juntos Somos Mais Fortes!

Outras informações nos plantões da Direção do Sindicato no HC-UFMG ou pelo telefone da Coordenadora Geral, Cristina del Papa.

Clique aqui para acessar a decisão.


Disponível em <https://sindifes.org.br/o-sindifes-informa-que-a-ufmg-foi-notificada-a-manter-trabalhadores-do-hc-ufmg-com-comorbidades-em-trabalho-remoto/> Acesso: 20/01/2021 às 18:43