MESA TEMPORÁRIA SOBRE CARREIRA: MGI NÃO APRESENTA PROPOSTA PARA O PCCTAE

A direção da FASUBRA, representando os Técnico-Administrativos em Educação de todo o país, esteve reunida em Brasília no dia 22 de fevereiro para participar de mais uma rodada da Mesa Específica e Temporária sobre carreira com o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). Além da Federação, o Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), que também representa trabalhadores em educação a nível federal, também participou da Mesa. 

A pauta da reunião foi basicamente orçamentária: saber quanto o Governo iria dispor para o PCCTAE. O documento apresentado para as entidades, no entanto, não apresenta nenhum valor específico para a carreira, ficando os mesmos 9% apresentados em 18 de dezembro do ano passado. Além disso, a categoria deveria decidir se esse índice será direcionado para a recomposição salarial (discutida na Mesa Geral de negociação) ou para a reestruturação da carreira.

De acordo com a FASUBRA, a categoria não tem como decidir entre recomposição salarial e reestruturação da carreira tendo um dos piores salários do serviço público. Durante a reunião, os representantes da Federação apresentaram o calendário de mobilização, disseram que há uma greve prevista para o dia 11 de março e que a ausência de negociação com o Governo não deixa outra alternativa para os trabalhadores, particularmente diante do fato de que os 9% não são suficientes sequer como reajuste salarial.

Clique aqui para conferir a live da FASUBRA com os informes da reunião

Com informações da FASUBRA Sindical


Disponível em <https://sindifes.org.br/camara-dos-deputados-aprova-pl-que-autoriza-a-concessao-de-bolsas-de-pesquisa-desenvolvimento-inovacao-e-intercambio-para-tae/> Acesso: 14/04/2024 às 18:14