Trabalhadores do HC-UFMG entrarão em Greve, por retorno do plantão 12h x 60h, na próxima sexta, 1/9

Trabalhadores do HC-UFMG entrarão em Greve, por retorno do plantão 12h x 60h, na próxima sexta, 1/9 1

Os Técnico-Administrativos em Educação do Hospital das Clínicas da UFMG decidiram, em uma Assembleia Sindical Geral realizada nesta segunda-feira, dia 28, pela deflagração de greve por tempo indeterminado, a partir do dia 1º de setembro. A principal demanda da Categoria é a retomada do plantão 12h x 60h, que vinha sendo realizado há mais de 30 anos na unidade e foi interrompido no ano de 2020. A Assembleia contou com a participação de mais de 100 trabalhadoras e trabalhadores, tanto presencialmente quanto virtualmente (por meio de transmissão pelo Youtube).

A decisão de deflagrar a Greve foi aprovada por ampla maioria, com apenas uma abstenção. Esse resultado reflete o comprometimento e a disposição das trabalhadoras e trabalhadores do Hospital das Clínicas em lutar pelo retorno do plantão e por melhores condições de trabalho. A seguir, confira os pontos da pauta de reivindicações:

  1. Retorno do Plantão 12h x 60h para todos os trabalhadores que quiserem, independente de turno, ou seja, noturno e diurno;
  2. Retorno do plantão de 12hx60h para 40 horas com complementação para os trabalhadores que quiserem;
  3. Aprovação imediata para o pedido de jornada flexibilizada de 30 horas para todos que foram obrigados a mudar de horário por imposição da CGU;
  4. Reabertura de discussão e implantação de 30 horas nos CTIs e outros setores;
  5. Normatização da hora ficta prevista no artigo 75 da Lei n°8.112/90;
  6. Implantação de assistência à saúde do trabalhador do HC-UFMG em caráter de urgência e emergência;
  7. Fim do Plantão de 11 horas no ambulatório e implantação do plantão de 12h.

Assista o vídeo da Assembleia.

Observação: Tivemos um problemas com o acesso à internet para transmissão da Assembleia. A transmissão só iniciou após a TI do HC-UFMG resolver a questão.

Luta pelo Retorno do Plantão 12h x 60h no HC-UFMG

Desde 2020, a Categoria enfrenta as consequências do término do plantão 12h x 60h, uma jornada que vigorou por mais de três décadas no Hospital das Clínicas. O funcionamento dessa jornada foi suspenso após uma auditoria conduzida pela Controladoria Geral da União (CGU) e a implementação da Instrução Normativa (IN) 02/2018 durante a gestão do governo Temer.

Nos anos de 2020 e 2021, a Direção do SINDIFES, em parceria com a FASUBRA Sindical, buscou dialogar com representantes do governo anterior para discutir o tema. Também foram realizadas conversas com a CGU na tentativa de solucionar a questão. Com a chegada do governo Lula, a direção do SINDIFES, por meio da FASUBRA Sindical, conseguiu colocar na pauta das mesas de negociação a necessidade de modificar a IN 02/2018.

Neste mês, ocorreram dois importantes avanços. O primeiro foi a Reitoria da UFMG, após amplo debate com o SINDIFES e apoiado no fato de que a EBSERH concede o plantão 12h x 60h para seus trabalhadores, publicar uma portaria liberando a jornada para o turno noturno. O segundo avanço foi o governo federal, por meio da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério da Gestão e Inovação, abrir um canal de negociação direto com a FASUBRA Sindical e CONDSEF; e, em reunião na última terça-feira, 23, assumiu o compromisso de avaliar a melhor solução para resolver a questão.

Clique aqui para ler o relatório da reunião entre FASUBRA, CONDSEF, SINDIFES e Governo Federal.

Após a reunião, ficou definido que assim que o Governo tomar uma posição, convocará a FASUBRA e a CONDSEF para uma conversa.

A luta pelo retorno do plantão 12h x 60h no HC-UFMG segue com determinação, visando à conquista de melhores condições para os Técnico-Administrativos em Educação e para o funcionamento da unidade hospitalar.


Disponível em <https://sindifes.org.br/cng-analisa-proposta-do-governo-e-orienta-para-os-proximos-passos-da-greve/> Acesso: 16/06/2024 às 06:52