Manifestantes tomam as ruas de Belo Horizonte em Defesa da Democracia e contra os atos terroristas dos bolsonaristas

Manifestantes tomam as ruas de Belo Horizonte em Defesa da Democracia e contra os atos terroristas dos bolsonaristas 3

A chuva não impediu que milhares de pessoas tomassem as ruas de Belo Horizonte nesta segunda, 9, para repudiar os ataques terroristas feitos por bolsonaristas no último domingo, em Brasília. Carregando faixas com dizeres em defesa da democracia, “sem anistia para terroristas”, “fascistas e nazistas não passarão”, os manifestantes ocuparam a Praça Sete de Setembro, onde alertaram a população para a escalada da violência dos bolsonaristas e os perigos de apoiar um regime de exceção. Após um ato no coração da capital mineira, seguiram em passeata até a Praça da Estação, outro ponto de concentração de manifestações populares.

Em Minas, também foram realizados atos em Montes Claros, Teófilo Otoni, Divinópolis, Varginha, Poços de Caldas, Uberaba, Sete Lagoas e Juiz de Fora. Em quase todas as capitais também foram realizadas manifestações populares contra a tentativa de golpe e ações terroristas.

Os chamados aconteceram após reuniões das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que deliberaram por ações de rua em todas as capitais do país, denunciando as tentativas golpistas, promovidas por terroristas, eleitores de Jair Bolsonaro, que não aceitam a derrota nas urnas.

UFMG abre canal para denúncia de terroristas

Seguindo recomendações da Controladoria Geral da União (CGU), nos casos específicos dos servidores públicos da Universidade, as denúncias serão encaminhadas à Unidade Seccional de Correição (Usec), a Corregedoria da UFMG, para investigação. Confirmada a participação do servidor, haverá instauração de processo administrativo para apurar e punir aqueles que tenham participado dos atos de invasão de repartições e depredação do patrimônio público, atentando contra os deveres de lealdade às instituições e de moralidade administrativa que devem orientar a atuação dos agentes públicos. Tais agentes poderão ser demitidos por lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional.

Denúncias referentes a alunos e terceirizados também podem ser feitas pelo canal da Ouvidoria da UFMG, que fará os devidos encaminhamentos. O envio de informações sobre os vândalos que não integram a comunidade universitária pode ser feito pelo e-mail [email protected], canal criado pelo Ministério da Justiça.

SINDIFES publica nota de repúdio a ação terrorista


Disponível em <https://sindifes.org.br/sindifes-junto-com-centrais-sindicais-e-movimentos-sociais-convocam-um-ato-em-defesa-da-democracia-nesta-segunda-as-18h-na-praca-sete-em-belo-horizonte/> Acesso: 02/02/2023 às 14:05